O que temos feito perante as Drogas?

O problema das drogas, que, em última análise, diz respeito a todos... Quem é que não tem hoje ,próximo ou distante, um parente envolvido com elas?!Tenho escutado muitos pais, muitas mães, muitos avós... Chico Xavier.
Vemos neste texto que todos têm responsabilidades sobre as drogas. O comportamento da sociedade tem incentivado e muito o uso das drogas.E o pior que até mesmo as pessoas que são contra o uso geralmente não tem incentivado a sobriedade feliz.
Vejamos outro texto do Chico: Nos Estados Unidos, as drogas praticamente estão comprometendo uma geração. Devemos combater ,com veemência ,este problema:nas escolas ,nos ambientes de trabalho e ,sobretudo ,nos lares... A propaganda contra as drogas ainda é muito tímida. De meia em meia hora ,a televisão deveria combater o problema ,o Rádio ,o Jornal...Os livros escolares deveriam ,no processo de alfabetização ,já começar esclarecendo a criança contra os perigos das drogas- um vírus que tem matado mais gente que os agentes viróticos mais violentos.A propaganda contra o uso de drogas tem que ser maciça – nos intervalos dos shows ,nas partidas de futebol,nas missas,nas reuniões...
Veja bem não basta dizer não as drogas, é preciso mostrar outros caminhos e também mostrar os prejuízos de tal uso.
Alguns atos nossos são altamente prejudiciais aos jovens. As crianças desde muito pequenas costumam ver os mais velhos, e na maioria das vezes seus pais sorridentes em festas usando bebidas alcoólicas e no resto do tempo mal humorados.Eles nos observam já muito pequenos e passam a achar que a alegria está relacionada com a bebida.Você pode pensar que estou sendo moralista,mas não estou dizendo que as pessoas não devam beber ,mas sim que as crianças estão relacionando a idéia de alegria com entorpecentes.Estão aprendendo isto na televisão e com os pais e amigos dos pais ,e mais tarde com os amigos da escola e depois outros da rua.Não temos tido coragem de mostrar que a sobriedade pode ser feliz e alegre.
Nós vamos às festas bebemos e sorrimos, vamos aos templos religiosos e voltamos criticando os colegas e os líderes religiosos...
E depois dizemos aos nossos filhos “vai rezar menino,você não quer ir, não é?”
Mas onde está nosso exemplo?O trabalho tem sido outro mau exemplo da sociedade: Nós chegamos irritados e muito nervosos do trabalho, reclamamos dos colegas, dos patrões dos empregados da vida em geral... E depois dizemos que os jovens são vagabundos e não querem trabalhar.Na hora da festa e da cerveja rimos a toa,mas nos bons exemplos passamos a idéia de que tudo é ruim.As crianças estão nos vendo a todos,eles percebem isto no subconsciente.
Depois na adolescência é um passo do álcool para as drogas.
Onde estão as festas sem entorpecentes lícitos ou não?As crianças precisam de exemplos de felicidade, de prazer em fazer o que é bom. Se os adultos não conseguem mostrar alegria sóbrios.O que as crianças estão aprendendo conosco?
Veja bem não quero transferir responsabilidades,quem usa, usa porque quer. Mas podemos ajudar e muito nossos amigos já usuários e também prováveis futuros usuários.
As pessoas que passam por algum tipo de vício precisam e muito fazer o auto-conhecimento.Que tal fazer algumas perguntas para si mesmo?Por que eu uso drogas?O vício é meu problema ?Ou o que me leva ao vício, é o problema?Quais são meus sentimentos que me levam para este caminho?Quais são as tristezas que trago em meu coração?Por que sinto que preciso das drogas?Por que estou usando o vício para adormecer minhas contrariedades?Será que não existe uma maneira melhor e bem mais feliz de resolver meus conflitos?
Nosso exemplo é muito importante para todos.Veja mais um texto do Chico:
“Oro todos os dias pelas mães que perderam filhos, sobretudo em condições trágicas, como um assassinato, por exemplo. Deus há de se compadecer de todas elas!... Hoje ouvimos falar de muitos crimes cometidos por meninos de 10,14 anos... Deveríamos tratar de códigos que dessem a maioridade aos 14 anos. A criança é chamada a memorizar as suas vidas passadas muito depressa, motivada pela televisão, etc. Precisávamos da criação de leis que ajudem a criança a não se fazer delinqüente nem viciada. O governo não pode ser responsável por todas as nossas modalidades de penúria; não podemos exigir que os ministros venham a fazer intervenções em nossas vidas familiares. O problema da penúria é nosso. Não temos uma disposição muito ativa em torno da criança ,tal qual nos acontece ,almoça todo dia, estuda todo dia, toma banho todo dia...” Chico Xavier.A violência existente no Brasil está diretamente relacionada com o uso de drogas.Se queremos PAZ,alguma coisa é bom que façamos.Temos o péssimo costume de dizer que ja pagamos impóstos e...Ficando esperando dos outros as atitudes que poderiam ser nossas, é que nos faz sofrer as conseguencias...
O AMOR é muito importante. Será que temos amado nossos amigos viciados?Jesus amaria! Não podemos nos esquecer da disciplina, pois amor sem disciplina não é amor. Todos sem exceções precisamos de disciplina.
Podemos fazer mais,mas pelo menos o exemplo de uma vida feliz sem o uso de entorpecentes podemos dar.
Um amigo me informou que criou há 10 anos uma danceteria sem álcool para jovens, e hoje é um sucesso. Ouvem músicas que querem, dançam ,namoram ,tudo com uma alegria contagiante.Ele acreditou e deu certo.É bom que acreditemos em eventos de pura diversão e alegria.
Que o sorriso da pura felicidade esteja em nossos rostos.